CS Ecoturismo

Aqueduto do Barata (Parque Est. da Pedra Branca)

Um rapel de 22 metros com uma saída técnica e de fácil acesso

Informações técnicas:

INEA RJ - Parque Estadual da Pedra Branca


E-mail(s) / Site(s)

Telefone(s)

+55 (21) 2332-6608 » Brasil
Núcleo Pau da Fome
+55 (21) 21233-3525 » Brasil
Núcleo Piraquara
+55 (21) 2333-5251 » Brasil
Núcleo Piraquara
+55 (21) 3417-3642 » Brasil
Núcleo Camorim

Endereço(s)

Estrada do Pau-da-Fome, 4003
Jacarepaguá
Rio de Janeiro (RJ)
22723-490

Núcleo Pau da Fome
Rua do Governo, (ao final)
Realengo
Rio de Janeiro (RJ)
21770-100

Núcleo Piraquara
Estrada de Camorim, 2118
Camorim
Rio de Janeiro (RJ)
22780-070

Núcleo Camorim

Informações gerais

» O parque não cobra taxa de entrada.

» Horário de funcionamento: de terça-feira a domingo, das 08:00 às 17:00.

» Não é permitido o camping dentro do parque.
Intermediária
Não existente, mas possui direção definida
Local descoberto
140m (topo do aqueduto)
22m

Relate sua experiência:

0 pessoa(s) já foi/foram!

O tempo na região:

Localizado dentro do núcleo Piraquara do parque estadual da Pedra Branca, o aqueduto do Barata é um aqueduto que possui uma das tubulações responsáveis pelo transporte de água para o abastecimento da cidade. O local foi reformado, possuindo estrutura para a receptividade dos visitantes, contando com banheiros, e também áreas de lazer com brinquedos para crianças, gramados, aparelhos para exercícios físicos e mesas para piqueniques. O local também está próximo a cachoeira do Barata, permitindo que o visitante possa relaxar depois de fazer o rapel.

O acesso do aquedo fica ao lado da sede do núcleo. Para isto, após a entrada no portão do parque, caminha-se por 350 metros e, após passar por debaixo do aqueduto, a haverá uma bifurcação. À frente, estará a primeira piscina da cachoeira do Barata. À esquerda, estará a área de lazer. E, à direita, será o caminho para a sede e também para subir no aqueduto. Subindo por cima do aqueduto, deve-se caminhar até as bases de ferro que formam os pontos de ancoragem e backup para o rapel.

O local possui um rapel em estrutura artificial com, aproximadamente, 22 metros de altura. Porém, sua maior característica, é a dificuldade técnica na realização de uma saída em uma estrutura que não seja projetada. Para facilitar a saída, foram instaladas barras de ferro que facilitam na saída e geram mais segurança para o praticante e evita uma saída em um ângulo de 90º, que exigiria uma capacidade técnica maior dos praticantes. A descida é feita acompanhando a pilastra, em um rapel totalmente positivo (em contato com a rocha). O retorno é realizado por uma caminho que dará na área de lazer do parque, fazendo com que o retorno ao topo seja bem fácil.

Pela sua proximidade com o centro urbano da cidade e também por possuir outros atrativos no local, é um rapel que possui ótimas características para ser frequentado por um grupo misto, aonde uma parte de um grupo pode aproveitar as águas da cachoeiras, enquanto outra parte confraterniza nas mesas do parque, enquanto crianças brincam na área de lazer, sem que o grupo perca o contato visual e a capacidade de comunicação.

Para realizar o rapel, recomenda-se avisar com antecedência à administração do núcleo sobre a atividade.

Parque
Parque
Parque
Parque
Parque
Parque
Parque
Parque
Parque
Parque

Para chegar ao núcleo Piraquara, deve-se acessar a rua do Governo, em Realengo. Esta rua é acessada, principalmente, pela rua Limites. Ao acessar a rua do Governo, deve-se seguir até o seu final, em direção à serra até chegar no portão do parque. É proibido estacionar dentro do parque, devendo estacionar na rua do Governo, próximo ao portão do parque, atento à sinalização para estacionamento no local.

Para quem pretende ir de transporte público, é necessário descer na rua do governo com a rua Ocalibi e seguir um trecho de 1 quilômetro até a entrada do parque.

Linhas existentes:

  • 701 - Bangu x Taquara
  • 794 - Cascadura x Bangu
  • 741 - Bangu x Barata
  • 743 - Bangu x Barata

Veja o mapa (Google Maps):

Clique aqui para inserir um comentário

Total: 0 comentário(s)

Nenhum comentário encontrado!