CS Ecoturismo

Pico do Bico do Papagaio [via Bom Retiro] (Parna Tijuca)

Rapel no segundo ponto mais alto do parque e com um dos visuais mais bonitos do parque

Informações técnicas:

ICMBio - Parque Nacional da Tijuca


E-mail(s) / Site(s)

parnatijuca@icmbio.gov.br

Telefone(s)

+55 (21) 2491-1700 » Brasil
+55 (21) 2492-2252 » Brasil
+55 (21) 2492-2253 » Brasil
+55 (21) 2492-2252 » Brasil
Fax
+55 (21) 2491-1700 » Brasil
Fiscalização

Endereço(s)

Estrada da Cascatinha, 850
Alto da Boa Vista
Rio de Janeiro (RJ)
20531-590

Informações gerais

» É totalmente proibido a permanência dentro do parque fora do tempo estipulado.

» Funcionamento:
  * Diariamente, das 08:00 às 17:00. Estendido até às 18:00 durante o horário de verão).
  * Corcovado: 08:00 às 19:00. Estendido até às 20h no horário de verão).
  * Parque Lage: 08:00 às 18:00. Estendido até às 19:00 no horário de verão) ou até às 22:00 com autorização da administração.

» Excetuando-se a taxa de acesso ao monumento do Cristo Redentor, o parque não cobra nenhuma taxa de acesso.
  * Valores para a taxa de acesso ao Cristo Redentor:
    ** De trem: R$ 62,00 inteira (ida e volta).
    ** De van saindo do Largo do Machado ou de Copacabana (ida e volta):
      - R$ 62,00 na alta temporada
      - R$ 55,00 na baixa temporada.
      - R$ 27,00 para crianças de 06 a 11 anos e idosos a partir de 60 anos.
      - Crianças de até 05 anos e guia de turismo cadastrados no Ministério do Turismo (acompanhado com um mínimo de 3 pagantes) não pagam.
    ** De van do antigo hotel Paineiras (ida e volta):
      - R$ 35,00 na alta temporada, aos finais de semana e feriados.
      - R$ 24,00 na baixa temporada.
      - Crianças até 11 anos, idosos a partir de 60 anos e guia de turismo cadastrados no Ministério do Turismo (acompanhado com um mínimo de 3 pagantes) não pagam.
      - Esse também é o valor cobrado para quem acessa o monumento a pé.
Intermediária
Somente em pontos chaves
Protegido do sol em grande parte do percurso
2,345km
1:50 (trilha)
989m
37m

Relate sua experiência:

0 pessoa(s) já foi/foram!

O tempo na região:

Além de ser um dos principais atrativos do parque, com uma das trilhas mais visitadas, o pico do Bico do Papagaio permite que, seja feito um rapel de 37 metros em um dos mais belos visuais da cidade, a 989 metros de altitude, o segundo ponto mais alto do parque. Além disso, é um dos poucos pontos do parque aonde o rapel é permitido.

A trilha possui como ponto de partida o Bom Retiro, largo que também serve de origem para o pico da Tijuca. Não somente o Bom Retiro serve como ponto de acesso comum para os picos, como também própria trilha em seu início é a mesma de quem vai para o pico da Tijuca, sendo diferenciada apenas em uma bifurcação logo nos primeiros minutos de trilha, onde quem vai para a direita seguirá rumo ao pico da Tijuca e quem vai pela esquerda, seguirá pelo caminho Bico do Papagaio, o que é o destino a ser pego.

A trilha segue fácil durante todo o percurso passando, inclusive, por uma pequena gruta. Seguindo o caminho, em seu ponto final a inclinação irá aumentando levemente. Aonde após, aproximadamente 40 minutos haverá em seu ponto final uma nova bifurcação, sendo o caminho da esquerda para o pico do Cocanha e o caminho da direita para o pico da do Bido do Papagaio, o destino a ser seguindo. A partir daí, a dificuldade da trilha torna-se um pouco maior, devido à sua forte inclinação, onde pode ser necessário o uso das mãos e apoiar-se nas raízes expostas para enfrentar o desnível. É bastante comum encontrar outros grupos realizando a caminhada na trilha durante todo o ano, tornando a trilha a segunda trilha mais frequentada do parque.

Antes do cume, uns 6 metros abaixo, existe um platô na pedra de onde é possível ter uma visão de todo o verde do parque. Retornando e continuando a subida em degraus de pedra até o topo, chega-se em um platô de onde é possível ter uma bela vista da cidade, com visão para a Barra da Tijuca, o Recreio dos Bandeirantes, a pedra da Gávea, a pedra Bonita, São Conrado, o Pão de Açúcar, a Lagoa, o Cristo Redentor entre muitos outros lugares da cidade.

O rapel começa no topo da pedra. Para alcançar o topo, deve-se efetuar a ponta da pedra, deve-se apoiar-se na fenda existente na pedra e efetuar uma subida por aderência. No topo, existem grampos, aonde é possível descer até o primeiro platô, em uma descida positiva de 7 metros ou uma descida de 37 metros até o sopé da pedra, próximo ao caminho da Serrilha. Dali, também é possível ter um visual diferenciado e com a ponta do Urubu logo à frente.

A descida é positiva, sendo que em um trecho deve-se transpor um desnível da rocha, que pode ser feita com um pequeno salto ou pisando em seu degrau. Após descer, deve-se voltar por um caminho à direita, contornorando a pedra e chegando até o abrigo Passagem do Inferno. Este nome, é uma pequena abertura na qual é necessário passar agachado beirando um precipício, que requer cuidado ao atravessá-lo. É o caminho de quem chega ao  Pico do Papagaio passando pela Serrilha. Após passar pelo abrigo, subir um caminho de trepa pedra que irá terminar no platô do topo para preparar-se para uma nova descida!

Mapa
Trilha
Trilha
Visual
Visual
Topo
Topo
Visual
Visual
Visual
Visual
Visual
Visual
Topo
Trilha
Trilha

O acesso à entrada principal do Parque Nacional da Tijuca é realizada pelo Alto da Boa Vista, ponto divisório entre a rua Boa Vista (com início no Itanhangá) e a av. Edison Passos (com início na Usina, no final da rua Conde de Bonfim).
Após entrar no parque, deve-se seguir pela estrada existente dentro do parque até o Bom Retiro, no final da estrada Major Archer, em um trajeto de 4,1 Km por dentro do parque, em uma constante subida. No caminho pode-se apreciar algumas belezas do parque como: a cachoeira Cascatinha Taunay, fontes para beber água, a capela Mayrink, áreas de piquenique, a sede administrativa do parque e alguns pontos com visual do parque e da cidade.
Para quem vai realizar o caminho a pé (existe uma ciclofaixa durante todo o trajeto), o trajeto pode durar uma hora ou mais. De carro, o percurso por dentro do parque dura, aproximadamente, 20 minutos, aonde existe um estacionamento no local.

De ônibus:

O acesso até a portaria do parque pode ser realizado por ônibus, porém, para chegar ao início da trilha torna-se necessário percorrer a parte por dentro do parque a pé.
No local, passam algumas linhas de ônibus, como:

  • 301 - Rodoviária «» Barra da Tijuca
  • 302 - Rodoviária «» Recreio dos Bandeirantes
  • 345 - Candelária «» Barra da Tijuca

De carro vindo pela Tijuca/Usina

Siga até o final da rua Conde de Bonfim, aonde o fluxo da pista já jogará diretamente na av. Edison Passos. Continue por 4,8 Km e logo a praça estará à direita. Antes da praça, haverá a rua que passa por trás da praça e dá acesso para a portaria do parque. Entre e siga adiante, como explicado acima.

De carro vindo pela estrada de Furnas

Este caminho pode ser utilizado por quem vem por diferentes pontos da zona sul da cidade através dos seus diversos caminhos que acabam dando acesso à estrada de Furnas, como a estrada Redentor, Vista Chinesa, estrada da Pedra Bonita, São Conrado e outros. A partir do início da estrada de Furnas, no Itanhangá, a praça Afonso Viseu fica à esquerda após 5,5 Km. Faça conversão à esquerda na rua que fica logo após a praça para passar por trás dela e ter acesso à portaria do parque. Entre e siga adiante, conforme explicado nos primeiros parágrafos.


Veja o mapa (Google Maps):

Clique aqui para inserir um comentário

Total: 0 comentário(s)

Nenhum comentário encontrado!