CS Ecoturismo

» Trekking » RJ

Praias Selvagens de Guaratiba (Rio de Janeiro)

Uma visita às 4 praias selvagens de Guaratiba, na cidade do Rio de Janeiro

Informações técnicas:

Intermediária
Somente em pontos chaves
Protegido do sol em todo o percurso
2:30 (somente o tempo nas trilhas)
238m (ponto mais alto da trilha)

Relate sua experiência:

0 pessoa(s) já foi/foram!

O tempo na região:

Em um caminho complementar (ou alternativo) à tradicional trilha que vai para a pedra da Tartaruga e praia do Perigoso, a trilha a ser relatada neste roteiro também permite chegar nas 4 praias selvagens de Guaratiba. Além disto, a trilha também permite que se chegue ao Grumari, além de ser integrante do projeto da trilha Transcarioca, que é um projeto de um corredor ecológico interligando diversas trilhas e também diversos parques existentes na cidade, em um corredor de quase 180 quilômetros de extensão, que tem início justamente na trilha referenciada anteriormente.

A trilha começa com uma subida forte por estrada de terra, com um visual da restinga de Marambaia ao lado. Após 467 metros de caminhada, a trilha possui uma bifurcação, aonde o caminho da direita leva para a pedra do Telégrafo. Porém, o caminho a ser seguido é o que continua à esquerda, com o caminho mais aberto e direcionado. Há a possibilidade de efetuar os dois roteiros em um único caminho. Para maiores informações, veja o roteiro do circuito das praias selvagens via pedra do Telégrafo.

Caminhando pela estrada larga e uma constante, porém suave, subida, o caminho terá outra bifurcação após 483 metros. O caminho descendo, à esquerda, levará de volta para Barra de Guaratiba, pelo caminho da Bica. Deve-se seguir reto, assim como deve-se seguir pelo caminho mais largo e reto. O caminho também passará por uma casa abandonada que está ao lado direito da trilha, que pertenciam à antigos moradores da região.

Após mais 332 metros, chega-se ao ponto mais alto da trilha, em uma bifurcação, em frente às jaqueiras. Para a esquerda, segue-se para o Grumari. O caminho a ser seguido é o da direita, descendo, passando por um bambuzal para descer até às praias. A partir deste ponto, já é possível ter uma visão do mar. A trilha continua em descida constante, até chegar em uma próxima bifurcação, aonde deve-se seguir à direita, continuando a descida. Para quem deseja chegar à praia do Meio, deve-se pegar uma trilha que existirá um pouco depois à direita. Este caminho está um pouco escondido. Há uma pequena marcação sinalizando no local, mas deve-se prestar atenção para não passar direto. Seguindo direto, a trilha irá terminar na praia Funda.

Seguindo primeiro para a praia Funda. deve-se seguir direto pela trilha principal que terminará na própria praia. No local, uma praia com cerca de 300 metros, quase que totalmente deserta e com ondas muito forte, o visitante experimentará um pouco da sensação do isolamento em plena cidade do Rio de Janeiro. Ao seu final, há uma casa na qual reside um habitante muito antigo no local.

Subindo nas pedras existentes ao lado esquerdo da praia ao lado de uma casa (que é habitada) e, seguindo pela costão, em uma caminhada de uns 5 minutos por 300 metros passando entre pedras, chega-se à praia do Inferno. Dependendo da maré, será possível descer até às suas areia. Quando a maré está alta, a praia praticamente deixa de existir. É a menor das praias, com apenas 100 metros de extensão.

Retornando até à praia Funda e pegando a trilha de retorno, segue-se em direção à praia do Meio. Localizada a trilha de acesso que foi relatada anteriormente (que agora estará ao lado esquerdo de quem está subindo), deve-se acessá-la e seguir descendo na trilha por uns 10 minutos. Logo, a trilha estará terminará na praia do Meio. que possui uma extensão aproximada de 320 metros. A praia possui em seu canto esquerdo uma área protegida por pedras, formando uma pequena enseada, evitando as fortes ondas que chegam na praia. No meio da praia há também uma fonte canalizada, de onde é possível lavar-se para tirar a areia e o sal do corpo (não é recomendada a ingestão, devido ao mau hábito das pessoas com a limpeza do local, que acaba contaminando a fonte).

Ao lado direito, há uma trilha que dará acesso à praia do Perigoso, com acesso transpondo uma parede de pedras. Deve-se tormar ao cuidado ao subir por esta parte. Seguindo pela trilha margeando o costa do morro por um pouco mais de 450 metros, chega-se em uma bifurcação. Seguindo direto, a trilha segue rumo à Barra de Guaratiba, como relatado na trilha da pedra da Tartaruga e praia do Perigoso. Descendo à esquerda, a trilha segue em direção à praia do Perigoso, em uma descida em terreno arenoso, na qual deve-se tomar cuidado para não escorregar. Em um ponto da descida, há um mirante aonde é possível ter uma visão magnífica da Pedra da Tartaruga. Ao chegar ao final da trilha, também há a opção de conhecer a pequena praia dos Búzios, que fica à direita, que é uma praia sem areia formada por pequenas pedras, motivo na qual não costuma-se a ter banhista no local.

Seguindo direto por menos de 50 metros após o final da trilha, está a praia do Perigoso. Com 150 metros e com águas mais calmas que as outras praias, é a praia mais frequentada de todas as praias selvagens, ponto ideal para apreciar a vista antes do retorno.

É um passeio que permitirá conhece o lado inexplorado da cidade do Rio de Janeiro!

Importante: apesar de, principalmente nas praias do Meio e Perigoso, eventualmente existirem algumas pessoas efetuando camping, o camping na região é proibido.

Fonte: INEA RJ
Trilhas / Parque Estadual da Pedra Branca

Mangue
Marambaia
Mangue
Mangue
Trilha
Trilha
Trilha
Trilha
Trilha
Trilha
Trilha
Trilha
Meio
Meio
Meio
Funda
Funda
Passagem
Passagem
Passagem
Passagem
Passagem
Passagem
Passagem
Passagem
Inferno
Inferno
Inferno

De ônibus:

Apenas duas linhas de ônibus chegam até Barra de Guaratiba. A primeira opção, seria pegar o ônibus da linha 867, que faz o trajeto de Campo Grande até Barra de Guaratiba, passando pela Ilha de Guaratiba. O trajeto desta linha dura, em média, 1:10. Peça para descer antes da praia, um pouco antes da rua do corpo de Bombeiros.

Outra opção, é pegar a linha 874, que faz o trajeto de Barra de Guaratiba até a estação do BRT Transoeste Ilha de Guaratiba, em um trajeto de até 30 minutos. Esta opção é mais indicada para pessoas que partem de outras regiões da cidade que não sejam da zona oeste ou que residam próximo à área por onde passa o BRT. Com isto, pode-se pegar o BRT Transoeste em algumas das estações que compreendem à linha (da Barra da Tijuca até Santa Cruz) e descer na estação Ilha de Guaratiba.
Na saída da estação, é possível pegar o ônibus da linha 874 e também o 867, citado anteriormente. Peça para descer antes da praia, um pouco antes da rua do corpo de Bombeiros. Acesse a rua Almirante Carlos Tinoco em uma subida acentuada à esquerda.

De carro:

Para chegar até Barra de Guaratiba, o acesso deve ser feito pela estrada Roberto Burle Marx, na qual deve ser seguida até o seu final. Após passar pelcampo de instruções de Marambaia (uma área de treinamento das forças armadas), siga adiante em direção à praia de Barra de Guaratiba. A rua Almirante Carlos Tinoco encontra-se à esquerda em uma grande subida antes de chegar no corpo de bombeiros e na descida final que dará na praia. Porém, não é garantido encontrar vaga para estacionar na parte de cima. Portanto, recomenda-se estacionar na praia de Barra de Guaratiba.
É permitido estacionar na praia (cuidado com a sinalização de locais permitidos para estacionamento) e também há estacionamentos privativos no local.

O acesso para a estrada Roberto Burle Marx pode ser feito por diversos caminhos.

Por Grumari: ao final da praia do Grumari, pegue a estrada que liga a praia à barra de Guaratiba. Esta estrada fica no sentido oposto à estrada que vai para a Prainha. Atravesse a serra e, ao seu final, já estará na estrada Roberto Burle Marx. Vire à esquerda para chegar na em Barra de Guaratiba.

Pela avenida das Américas (via Transoeste) - sentido Santa Cruz: este roteiro é ideal para quem vem da zona sul da cidade ou pela região da Barra da Tijuca ou Recreio. Siga pela avenida das Américas, sentido Recreio dos Bandeirantes e logo após atravessar o túnel vice-presidente José de Alencar, pegue a primeira saída à direita. Logo depois, siga pela direita, passando por debaixo da estação do BRT Ilha de Guaratiba. No largo, vire à direita e faça o retorno que existirá logo em seguida pelo lado esquerdo da pista. Após fazer o retorno, vire na primeira direita (estrada Roberto Burle Marx) e siga adiante até chegar em Barra de Guaratiba.

Pela Transoeste - sentido Barra da Tijuca: este roteiro é ideal para quem passa pela regiões de Santa Cruz e/ou Campo Grande. Siga pela Transoeste. Antes de chegar na estação BRT Ilha de Guaratiba, que fica depois da estação BRT CETEx, pegue a saída à direita e, após passar por uma cabine da PM, vire à direita para acessar a estrada Roberto Burle Marx. Siga siga adiante até chegar em Barra de Guaratiba.

Pela Ilha de Guaratiba: este roteiro é uma opção para quem não pretende pegar a Transoeste. Em Guaratiba, próximo à estrada do Mato Alto, acesse, a estrada da Matriz, ao invés do acesso à Transoeste. Siga por esta estrada até ela passar a chamar-se estrada da Ilha. Continue seguindo sempre reto e, após passar por debaixo da Transoeste, na altura da estação BRT Ilha de Guaratiba, vire à direita no largo e faça o retorno que existirá logo em seguida pelo lado esquerdo da pista. Após fazer o retorno, vire na primeira direita (estrada Roberto Burle Marx) e siga adiante até chegar em Barra de Guaratiba.

Observação:

Recomenda-se estacionar no na praia de Barra de Guaratiba (com vagas públicas) ou nos estacionamentos privativos existentes na proximidade.

Ao chegar em Barra de Guaratiba

O caminho incia-se na rua Almirante Carlos Tinoco. Esta rua, é a última rua que fica à esquerda da estrada Roberto Burle Marx antes que ele faça a descida em direção à praia de Barra de Guaratiba. Ela inicia com uma forte subida, que deve ser continuada entrando, em frente ao número 385, na segunda entrada à direita, a rua Chico Buarque. Seguir por esta rua por 450 metros em uma subida constante, aonde no trecho final ficará mais acentuada. Ao chegar no final da rua (no trecho com cimento), o início da trilha estará logo à direita, começando em uma estrada de terra.
Observação: a rua Almirante Carlos Tinoco também pode ser acessada pelo largo que fica em frente à antiga entrada de Marambaia.


Veja o mapa (Google Maps):

Clique aqui para inserir um comentário

Total: 0 comentário(s)

Nenhum comentário encontrado!