CS Ecoturismo

APA das Brisas

Uma importante APA que abriga história e muita biodiversidade


O tempo na região:

Atrativos desta UC

Travessia Brisa x Pedra da Guaratiba [via dunas] (APA das Brisas) [Trekking]
Trilha por uma trilha em uma região de mangue e restinga

Sec. mun. de meio ambiente - Rio de Janeiro

Telefone(s)

+55 (21) 2976-1258 » Brasil
Gerência de unidades de conservação
+55 (21) 2976-2134 » Brasil
Gerência de unidades de conservação

História e características

Criado em 1992, a APA das Brisas abrange uma área de 11.570 hectares compreendida pela rua Damolândia, na praia da Brisa, no bairro de Guaratiba até a rua Maestro Deozílio, no bairro de Pedra de Guaratiba, delimitado pela estrada do Piaí e prolongando-se pela baía de Sepetiba. Com um ecosistema costeiro de mangue e também de restinga é a única área com essas características no município.

Conta com vegetação rasteira (com árvores de pequeno porte e trepadeiras) e densa em uma região e, em outra, conta com árvores de grande porte, como figueiras e ingás. No local, também é possível encontrar algumas espécies de bromélias.

Além de importante fauna, a flora do local também abriga diversas espécias, sendo área, inclusive, de repouso para aves migratórias do hemisfério norte. A variedade da biodiversidade impressiona a todos os visitantes e estudiosos da região, tornando a APA um local de grande interesse ambiental da região.

Não apenas no quesito ambiental, mas também no aspecto histórico a APA possui grande importância. Grande parte da APA fica localizada na região da antiga fazenda Caieira, que já foi responsável pela produção de cal durante o período colonial. Atualmente, a área compreendida e loteada por alguns sítios que usam a pecuária como sua atividade primária. Antes da Caieira, o local pertencia à fazenda Real de Santa Cruz, área antes pertecente à família real, aonde existe um marco no interior da APA.

Outra característica marcante é que o local possivelmente tenha abrigado sambaquis

Apesar de todas as suas características, a APA sofre a pressão urbana do entorno, como também carrega o peso do erros do passado. O acumúlo de lixo dentro de sua área, o lançamento de esgoto in natura que acaba por atingir o mangue e o lençol freático da região, a caça predatória e o vandalismo são alguns problemas encontrados. Além disso, a região sofre com a degradação e contaminação da água da baía de Sepetiba, que praticamente extinguiu a faixa litorânea de toda região, tornando-se hoje em uma grande faixa de lama. Além disso, contaminações químicas e por metais pesados e também no processamento de metais da regiões industriais de todo o estado (incluindo de municípios longícuos, como Queimados, cujo rio desova na baía de Sepetiba), influenciam na qualidade de vida da região. Essa contaminação afeta também o mangue e gerou um grande desequilíbrio na região, causando efeito em cascata na fauna e também na qualidade de vida da região, que era constituída, basicamente, por colônias de pescadores.
Atualmente, desenvolvem-se projetos para verificar a dimensão dos problemas e tentar melhorar a qualidade de vida na região, na qual a APA é diretamente influenciada (positiva e negativamente) com essas ações.

Carla Scott de Almeida Belart Fernandes - monografia - em 23/04/2015
Wikirio - em 23/04/2015


Importante: procure informar-se sempre sobre os procedimentos de segurança do organizador, assim como sua qualificação.

A APA não possui sede. Porém, o seu acesso pode ser realizado tanto pela praia da Brisa, em Guaratiba, quanto pela praia da Ponta Grossa, em Pedra de Guaratiba.

Acesso pela praia da Brisa

Acesso pela rua Damolândia. Essa rua é que faz a ligação da praia da Brisa, na altura do primeiro píer, próximo à antiga sede dos pescadores, até a estrada do Piaí, em frente à estação da Light. Indo pela rua em direção à praia, assim que chegar na praça à direita, haverá uma entrada à esquerda da rua com um cercado e uma abertura para passagem. A trilha começa nesse ponto.

Acesso por Ponta Grossa

Ao final da rua maestro Deozílio, poucos metros antes de chegar na praia haverá ao lado direito uma entrada cercada por arame com uma abertura de entrada.

De ônibus:

Para a entrada da praia da Brisa

Será necessário descer na estrada do Piaí em frente à Light e continuar o trajeto andando pela rua Damolândia.

  • 871 - Sepetiba «» Campo Grande
  • 871A - Sepetiba «» Cesarão (via Croácia)
  • 884 - Sepetiba «» Campo Grande (via Estrada do Magarça)
  • 891A - Sepetiba «» Mato Alto
  • 2337 - Santa Cruz «» Castelo (via Sepetiba)

Para a entrada de Pedra de Guaratiba

Será necessário descer na estrada da Pedra na altura do largo com a rua maestro Deozílio e continuar o trajeto andando.

  • 852 - Campo Grande «» Pedra de Guaratiba (via Estrada do Mato Alto) (Circular)
  • 866 - Campo Grande «» Pedra de Guaratiba (via Estrada do Magarça) (Circular)
  • 885 - Piraquê «» Santa Cruz (via Pedra de Guaratiba)
  • 891A - Sepetiba «» Mato Alto
  • 2335 - Santa Cruz «» Castelo (via Barra da Tijuca)
  • 2337 - Santa Cruz «» Castelo (via Sepetiba)
  • 2381 - Pedra de Guaratiba «» Castelo (via Av. Brasil)

Veja o mapa (Google Maps):


Clique aqui para inserir um comentário

Total: 0 comentário(s)

Nenhum comentário encontrado!

 
0 0
Facebook Twitter