CS Ecoturismo

Programa Turismo nos Parques

O governo federal lançou um projeto que visa incentivar o ecoturismo dentro dos parques nacionais.
Com isto, espera-se que o Brasil dê um salto de qualidade quando o assunto é a questão dos visitantes dentro dos parques ecológicos.

O Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, lançou no dia 13 de setembro junto com o ministro do Meio Ambiente Carlos Minc, o ministro do Turismo Luiz Eduardo Pereira e o presidente do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) Rômulo Mello o programa de Turismo nos Parques.

O projeto visa atuar estimulando a prática do ecoturismo dentro das unidades federais. A ideia é também utilizar o turismo como forma de inclusão social da população do entorno das unidades, inclusive com a geração de empregos e estimulando a melhoria da qualidade de vida, como também fazer com que a unidade de conservação relacione-se com a sociedade, gerando a consciência da necessidade e da importância da preservação desta área, segundo Rômulo Mello.

Este programa busca alavancar o eco-turismo dentro das áreas de conservação da união. Com investimentos na ordem de R$ 28 milhões, sendo R$ 10 milhões sendo investidos pelo Ministério do Turismo e os outros 18 milhões pelo Ministério do Meio Ambiente. O projeto irá atuar em 6 parques que foram considerados prioritários pelo programa: o Parque Nacional de Aparados da Serra, o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, o Parque Nacional da Serra dos Órgãos, o Parque Nacional do Jaú e o Parque Nacional da Serra da Capivara.

O programa visa também atuar em mais 18 parques, perfazendo um total de 24 unidades (dos 64 existentes) que serão abrangidos pelo programa.
As ações visam melhorar a capacidade de infra-estrutura no parque, para que os visitantes possam ter melhores experiências em sua visitação às unidades. Algumas das ações empreendidas são:

Parque Nacional de Aparados da Serra

  • Estado: Santa Catarina e Rio Grande do Sul
  • Visitantes: 45 mil/ano.
  • Ações: reforma da estrutura de recepção de visitantes; organização e identificação de trilhas.
  • Investimento: R$ 4,1 milhões (R$ 3 milhões pelo Ministério do Turismo e R$ 1,1 milhão pelo Ministério do Meio Ambiente).

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros

  • Estado: Goiás
  • Visitantes: 18 mil/ano.
  • Ações: recuperação do Centro de Visitantes, das estradas e das trilhas.
  • Investimento: R$ 4,2 milhões (R$ 2 milhões pelo Ministério do Turismo e R$ 2,2 milhões pelo Ministério do Meio Ambiente).

Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses

  • Estado: Maranhão
  • Visitantes: 18 mil/ano.
  • Ações: construção do Centro de Visitantes, desenvolvimento de projeto e contrução do Posto de Informação e controle e implantação do projeto de sinalização de estradas e trilhas.
  • Investimento: R$ 5,08 milhões (investimento integral pelo Ministério do Meio Ambiente).

Parque Nacional do Jaú

  • Estado: Amazonas
  • Visitantes: 600/ano.
  • Ações: construção do Centro de Visitantes, construção de torrer de observação, recuperação e sinalização das trilhas e a recuperação de estradas.
  • Investimento: R$ 3,53 milhões (R$ 2 milhões pelo Ministério do Turismo e R$ 1,53 milhões pelo Ministério do Meio Ambiente).

Parque Nacional da Serra dos Órgãos

  • Estado: Rio de Janeiro
  • Visitantes: 113 mil/ano.
  • Ações: restauração estruturais, implantação de abrigo de montanha e área de camping, complementação de sistemas de tratamento biológico de efluentes, sinalização das trilhas e outros intervenções necessárias.
  • Investimento: R$ 5,03 milhões (R$ 2 milhões pelo Ministério do Turismo e R$ 3,03 milhões pelo Ministério do Meio Ambiente).

Parque Nacional da Serra da Capivara

  • Estado: Piauí
  • Visitantes: 10 mil/ano.
  • Ações: recuperação e ampliação do Centro de Visitantes, recuperação e sinalização das trilhas, implantação do sistema de rádio-comunicação, sistema de iluminação do teatro, construção e recuperação das passarelas, aquisição de equipamentos para capacitação da comunidade do entorno.
  • Investimento: R$ 6,13 milhões (R$ 1 milhão pelo Ministério do Turismo e R$ 5,13 milhões pelo Ministério do Meio Ambiente).

Com isto, o país dá a partida de tornar o ecoturismo um produto com maior poder de oferta no segmento turístico e também busca-se o desenvolvimento sustentável das regiões inseridas no programa.

Fonte: Instituto Chico Mendes

Referências por palavra-chave



Clique aqui para inserir um comentário

Total: 2 comentário(s)

Anderson Alves em
Realmente muito interessante e louvável essa ação dos respectivos Ministérios. Porém cabe uma indagação:
- Como serão resolvidas as pendências como regularização fundiária, posseiros e outras ocupações ilegais dentro dos PARNAS?
0 0

Patricia Paz em
sou guia de turismo como faço para me candidatar.
0 0

Cs Ecoturismo em
Os investimentos em treinamento de profissionais que atuam nos Parques, serão definidos por cada unidade de conservação.

Portanto, entre em contato com a administração do Parque que você atua ou pretende atuar para obter maiores informações.
0 0

 
0 0
Facebook Twitter