CS Ecoturismo


Pedra da Tartaruga (11/01/2009)

Um rapel com um dos visuais mais bonitos da cidade.
A CS mostra também que nossas atividades são para toda a família e todas as idades. Mãe e filhos participam de um rapel emocionante.


O destino: Pedra da Tartaruga
A data: 11/01/2009 (domingo)

Participantes: Rodrigo, Célia, Tatiane e Leonardo

O dia começa com o sol dizendo que hoje será um dia daqueles. Cheguei em Barra de Guaratiba para esperar os participantes. Claudio foi na frente com o resto da equipe para preparar a via. Enquanto espero, tenho a oportunidade de apreciar a beleza do local. A visão para a Restinga de Marambaia é uma tentação para mim.

Recebo uma ligação do Leonardo dizendo que ainda está chegando na Barra da Tijuca e que deve ser atrasar. Sem problemas. Enquanto isto, chega Célia, e seus dois filhos: Cecília e Rodrigo. Célia hoje será a prova que rapel não tem idade.
Após ter visto a foto de sua filha fazendo rapel, ela criou a meta de fazer rapel.

Entro em contato com o Leonardo. Ele me diz que ainda está chegando a Barra. Dou as orientações básicas para ele chegar na Pedra da Tartaruga (que não é tão difícil) e inicio  a caminhada com Cecilia, Célia e Rodrigo.

Célia é a única que não conhecia a trilha. Fomos parando para não forçar muito o condicionamento físico dela. Digo que a subida da Pedra da Tartaruga não é coisa das mais agradáveis para seres mortais naquele sol. Como havia dito, o sol cumpriu com sua promessa e apareceu com toda força. Mas fomos caminhando e chegamos com relativa tranquilidade na cabeça da Tartaruga.

Bom, agora começava a segunda parte do trabalho (neste dia foram divididos em 3). Enquanto estava subindo, recebi uma ligação do Leonardo dizendo que acabaram de chegar em Barra de Guaratiba. Hora de voltar a trilha toda correndo.

No meio do caminho de volta encontro Leonardo e Tatiane. Viemos caminhando tranquilamente conversando e chegamos após algum tempo no topo da pedra.

Ao chegar, percebo que o rapel já está acontecendo. Desço para ajudar a fazer a segurança de todos que descem. A minha vantagem de ter ficado lá em baixo é também ter me protegido do sol, apesar que na parte de cima montamos uma lona.

Pude acompanhar o rapel da Célia. Desceu sem nenhum medo. Além disso deu para tirar bastante fotos do rapel dela. Agora ela vai poder mostrar a coragem e a disposição dela para todos que não acreditaram que ela faria tal façanha! Todos que fazem curtem bastante o rapel. Afinal, o visual de lá é incrível! Não tem como não gostar!

Até o Leonardo e Tatiane, que chegaram um pouco mais tarde, aproveitaram bastante as descidas. Cecília já estava no segundo evento de rapel de sua vida. A fase inicial do medo já passou. Foi só curtir o visual e a descida. Já o Rodrigo fez todas as suas descidas com tranquilidade.

São 15:30 e começamos a fazer os preparativos para a última rodada.  Em sua última descida, Leonardo e Tatiane resolveram descer juntos e tiraram uma foto se beijando no ar. Tudo bem que todo o aparato de segurança para tal ato demandou um pouco de trabalho, mas a foto compensa!

Após todos descerem, efetuamos os preparativos para descer da pedra e curtir um pouco da praia. Afinal, já que o sol apareceu, temos que aproveitar!

Dias depois, Rodrigo me conta que está doido para fazer outro rapel. Já era, é mais um que gostou da rocha e não irá sair mais dela.
Até o próximo evento!

Obs: agradeço à Márcia por ter cedido 2 fotos para o álbum e para a Célia por ter disponibilizado um vídeo com fotos do evento!

Trilha
Trilha
Grupo
Rapel
Rapel
Rapel
Rapel
Rapel
Rapel
Rapel
Rapel
Rapel
Rapel
Rapel
Rapel
Rapel
Rapel
Rapel
Rapel
Rapel
Rapel
Rapel
Rapel

Informações complementares


Referências por palavra-chave



Clique aqui para inserir um comentário

Total: 1 comentário(s)

Adriano de Souza Lirio em
Oi,boa tarde, gostaria de fazer um rapel com meus amigos na Pedra da Tartaruga e voces foram muito bem recomendados, como faço para fechar um pacote incluindo um rapel como voces?

obrigado pela atenção,
0 0

 
0 0
Facebook Twitter